28/05/2011


Ressentimentos e mágoas profundas estão relacionados, também, ao bem-estar físico. Não é por acaso que boa parte das doenças está ligada ao acúmulo de cobranças internas, inseguranças, intransigência, egoísmo, individualismo e tantos outros sentimentos negativos. Esta é a teoria da psicóloga americana Louise Hay, autora do best seller Você Pode Curar Sua Vida, que acredita que 100% das doenças do corpo e da mente são provocadas pelo próprio indivíduo. De acordo com a autora do livro, o perdãotem um importante papel na busca por uma vida saudável e, consequentemente, feliz. 


Segundo Louise, os ressentimento, as críticas e, principalmente, a falta de amor própriosão os causadores de enfermidades. Para ela, o corpo funciona apenas como um refletor dos pensamentos e sentimentos, ou seja, por trás de uma doença existe uma crença incorreta. Pensamentos como "nada dá certo para mim", "não sou bom o bastante", "sou culpado e não mereço ser feliz" são uma espécie de causa oculta das doenças. De acordo com o psiquiatra Maurício Lima, a tese da autora se comprova em muitos casos, no entanto, outros fatores devem ser considerados para o surgimento de doenças. 



"É extremamente comum a imunidade do corpo baixar quando ocorre um abalo emocional muito grande. Amidalite e gastrite, por exemplo, atacam com grande incidência pessoas fragilizadas emocionalmente. Mas é prudente reconhecer que fatores genéticos e comportamentais, como tabagismo, sedentarismo, alcoolismo, entre outros, podem desencadear doenças também. A mente, assim como estes exemplos, ajuda, mas não determina", opina o profissional.




Veja alguns exemplos de doenças e os motivos para que elas apareçam, segundo a psicóloga: 


Artrite: Pode atingir pessoas muito críticas, perfeccionistas, insistentes e que estão se sentindo sem amor e sem apoio. Persistir em algo muito complicado, sem ajuda de ninguém, pode trazer sérios problemas com os ossos. 
Asma: O excesso de atividades, complexo de culpa, amor sufocante e choro reprimido podem provocar a incapacidade de respirar. 
Câncer e cistos: Mágoa profunda, raiva, ressentimentos e segredos não compartilhados podem gerar os males.
Compulsão alimentar: Culpa e medo de receber críticas podem culminar no mal. 
Coluna: Dores na região podem apontar excesso de auto-suficiência e dificuldade de pedir ajuda. 
Diabetes: Tristeza, amargura e necessidade de manter tudo e todos sob controle podem desencadear a doença. 
Fígado: Doenças no órgão costuma atingir pessoa que acumulam o sentimento de raiva dentro de si.  


3 comentários:

  1. Amei o texto, Ro!
    Muito bacana mesmo... impressionante como o corpo reage a situações, sentimentos... transparecemos o que somos realmente!
    Leituras maravilhosas em seu blog, hein! Parabéns!!!
    Beijos e ótimo domingo! =)

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Ane....o nosso corpo responde diretamente sim....as vezes não ouvimos amiga...beijos boa semana....

    ResponderExcluir
  3. É realmente bastante complicado! bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pelos comentários, beijos